14 de maio de 2015

Adornada em modéstia

  Olá,  pensei em fazer uma resenha do livro Mulher cristã da Nancy Leigh DeMoss, mas decidi compartilhar um pequeno texto, que expressa muito bem porque devemos nos vestir com modéstia.


 A Bíblia oferece um padrão de aparência física:

 As mulheres se vistam com decência, modéstia e discrição, não com tranças, nem com ouro ou pérolas, nem vestidos caríssimos, mas que se vistam de boas obras, como convém as mulheres que afirmam servir a Deus (1Tm 2.9,10).
  
 Nossas roupas devem ser  decentes, modestas e discretas. Esses três critérios nos ajudam avaliar se a roupa, os enfeites, as maquiagens estão dentro dos padrões bíblicos.
 Examinemos um pouco o termo modéstia. Ele tem um significado interessante no grego "decência" ou pudor". A ideia central é o senso de vergonha. isso, então, suscita a pergunta, de que devemos nos envergonhar?. O texto se refere à vergonha no sentido de que deveríamos ficar constrangidas ao levarmos um homem a pensar em sexo pelo jeito de nos vestirmos. Devemos nos envergonhar ao fazer um homem tropeçar por conta de nossas roupas. Acho que todas nós sabemos que quanto mais expusermos nosso corpo, mais tentações oferecemos aos homens. Devemos ter sempre conosco um senso de vergonha que nos impeça constantemente de causar esse tipo de provocação. Devemos nos perguntar: Porque quero usar esta roupa? estou tentando chamar atenção para Deus ou para mim mesma? quero glorificar a Deus ou impressionar as pessoas?.
 Reconheço que as roupas da moda geralmente não são lá muito discretas, mas a despeito da dificuldade de encontrarmos roupas decentes, não podemos abrir mão dessa exigência. Para decidir se uma roupa é decente ou não, peça ajuda a outras pessoas, busque conselhos e sabedoria.

 O que vos torna bela não deve ser o enfeite exterior, como as tranças dos cabelos, as joias de ouro ou o luxo do vestido, mas sim o íntimo do coração, com um espírito gentil e tranquilo, que não parece e tem muito valor diante de Deus. Pois no passado, as santas mulheres que esperavam em Deus também se enfeitavam assim e estavam submissas ao marido. Era dessa forma que Sara  obedecia a Abraão, chamando-lhe senhor; dela sois filhas, se fizerdes o bem sem nenhum temor (1 Pedro 3.3,6).



  Este livro da Nancy Leigh DeMoss tem abençoado muito minha vida, já li várias vezes, ele é um dos que sempre levo na bolsa. É impressionante a maneira que ela aborda diversos assuntos como feminilidade, beleza verdadeira, submissão e outros, de forma tão clara e ajudadora.

 A primeira vez que o li foi a dois anos, e senti-me encorajada a avaliar meus conceitos sobre alguns assuntos e partir daí tive outra  visão sobre o verdadeiro papel da mulher.
 Este livro é um dos que indico para todas mulheres cristãs.

2 comentários:

  1. Não conhecia esse livro, obrigado por falar sobre ele. Já entrou para minha lista de desejados :) :) :)
    Gostei do seu blog! Parabéns, que Deus a abençoe
    Bjim

    Kelly Oliveira
    cafeebonslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelo carinho Kelly. O livro é excelente.

    ResponderExcluir

Querida (o) sua opinião ela é muito importante para mim, conte-me o que achou da postagem. Se você gostou compartilha com suas amigas, assim mais pessoas serão alcançadas.
Beijos.